Actualidade

Polícia brasileira prende o presidente do grupo JBS

13 | 09 | 2017   14.26H

A polícia brasileira prendeu hoje o presidente da multinacional do sector de carnes JBS, Wesley Batista, irmão do empresário que acusou o Presidente do Brasil, Michel Temer, de corrupção.

Wesley Batista foi detido em São Paulo três dias depois do seu irmão, Joesley Batista, ter sido detido depois de se ter apresentado às autoridades.

O presidente da JBS, uma das maiores fabricantes e exportadores de carne do mundo, é acusado de usar informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro antes da divulgação dos depoimentos de vários executivos da companhia, que envolveram centenas de políticos num grande escândalo de corrupção.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • Nunca pensei em função de alguma idade que já tenho, ver um país como o Brasil que se encontra minado de corrupção a todos os n´veis. Felizmente tem uma Polícia extraódinária. A corrupção é tanta que todas as semanas se vão prendendo pessoas. Aqui é um pouco diferente. Os corruptos, são detidos mas, depois são soltos e nunva mais vão a julgamento. veja- se o caso de Sócrates e quejandos há quanto tempo estão para ir a Julgamento. Ou há muitos interesses em mantê-los soltos ou têm medo de os prender !.
    manuel silva | 13.09.2017 | 16.24Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A justiça brasileira, sem dúvida que não se compara nada com esta justiça portuguesa. Quanto à policia, felizmente a nossa também é boa, mas quando actua, bem se vê que dança na corda bamba. Tenho pena, dada a minha idade, não ver no que vai dar todos estes processos que envolvem esta gatunagem de políticos, que pelo se vê, roubaram vagons carregados do nosso dinheiro.
    juizes de merda | 13.09.2017 | 14.44Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE