Actualidade

Líder da CGTP diz que greve mostrou que Autoeuropa "não vive acima da lei"

14 | 09 | 2017   18.31H

O secretário-geral da CGTP defendeu hoje que a greve na Autoeuropa mostrou que a fábrica de Palmela "não vive acima da lei" e recusou comentar aquilo que considerou ser "declarações sem crédito" do líder da UGT sobre o assunto.

"Nós não comentamos declarações sem crédito que, neste caso concreto, só identificam as pessoas que as referem", disse Arménio Carlos, durante uma conferência de imprensa sobre a posição da intersindical relativa ao Acordo Económico e Comercial Global UE - Canadá (CETA).

Questionado pelos jornalistas, o líder da CGTP reagiu assim às declarações proferidas ontem pelo dirigente da UGT, Carlos Silva, que acusou o SITE Sul (sindicato da CGTP) de "uma enorme irresponsabilidade" por ter avançado com a greve na Autoeuropa a 30 de agosto.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • CGTP É QUE VIVE A CIMA DA.LEI SE A AUTOEUROPA EMIGRAR O QUÊ A CGTP VAI FAZERE PAGAR SUBSÍDIO DE DEZEMPREGO GOSTAVA DE VER
    Preque | 14.09.2017 | 18.52Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE