Património

Monumentos que marcam a história

29 | 09 | 2017   00.49H
A dias do feriado da Implementação da República, a momondo escolheu seis símbolos da nação a visitar.
João Moniz | jmoniz@destak.pt

Castelo de Guimarães

A cidade é o berço de Portugal – alguns dizem que foi lá que a língua portuguesa nasceu. Símbolo das lutas pela independência travadas pelos portugueses ao longo dos tempos, o castelo foi construído como uma fortaleza de proteção para os monges e a comunidade cristã e hoje em dia é um grande impulsionador do turismo na zona norte do país.

Castelo de Óbidos

Tendo estado sob a guarda de árabes e de cristãos, o Castelo de Óbidos já foi ampliado e melhorado diversas vezes. A mistura de traços românicos, góticos, manuelinos e barrocos torna este monumento único. Poderá observar leves semelhanças com a Muralha da China nas linhas do muro que acompanha toda a vila e protege casas tradicionais da cidade.

Mosteiro de Alcobaça

Foi o primeiro monumento completamente gótico em todo o país. Construído em 1153, foi recuperado ao longo de décadas e viveu já diversas histórias – sendo a mais conhecida a trágica história de amor de D. Pedro e D. Inês. A igreja românica é impressionante tanto pelas suas dimensões, como pela beleza com que se apresenta.

Mosteiro da Batalha

É visto como o monumento com “mais personalidade” na zona centro do país – ou até de todo Portugal – graças às suas linhas góticas pronunciadas. Também denominado de Mosteiro de Santa Maria da Vitória, foi já considerado como uma das “7 Maravilhas de Portugal” e também homenageado como uma das mais belas obras arquitetónicas da Europa.

Torre de Belém

Com o “vizinho” Mosteiro dos Jerónimos, é vital para a energia de Lisboa. Construída entre 1514 e 1520, é o símbolo dos descobrimentos dos navegadores portugueses e impressiona pela sua beleza arquitetónica e força estóica do povo lusitano.

Palácio Nacional da Pena

Sintra mistura realeza com beleza e… mistério. Situado no topo da montanha, este palácio de cor rosa velho engloba um antigo convento manuelino da Ordem de São Jerónimo e uma outra parte construída no século XIX.

Foto: Nuno Fernandes Veiga
Monumentos que marcam a história | © Nuno Fernandes Veiga

1 comentário

  • Também existe por lá muito ouro escondido!
    Anónimo | 29.09.2017 | 09.50Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE