PUBLICIDADE
Peru

Polícia tenta desalojar índios

03 | 06 | 2009   09.16H

Segundo o chefe da Polícia em Cuzco, o general César Octavio Founmet, os agentes enviados para o distrito de Echarate "vão dialogar com os nativos para que mudem de atitude".

O responsável acrescentou que os índios não serão mais do que 150 e assegurou que, até ao momento, não utilizaram a violência, embora tenham ameaçado cortar o abastecimento de gás e os cabos de fibra óptica.

A empresa Transportadora de Gás do Peru (TGP), que administra as condutas até à zona de costa, informou, entretanto, que activou um plano de contingência e que o sistema de transporte do gás continua funcional.

A TGP advertiu, porém, que pode estar em perigo a vida dos nativos e a integridade do Sistema de Transporte de Camisea.

A companhia indicou ainda que, no sábado, chegaram às instalações cerca de 50 nativos, a que se juntaram hoje mais indígenas que querem a anulação de leis que consideram prejudiciais para os seus direitos sobre a terra.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE