Incêndios

Populações devem ser preparadas e o seu conhecimento valorizado - relatório

12 | 10 | 2017   18.12H

A comissão técnica independente que analisou os fogos de junho na região Centro propõe que as populações sejam preparadas para a sua autoproteção e que o seu conhecimento do território seja valorizado e aproveitado.

No relatório hoje divulgado, a comissão propõe a dinamização de um "programa geral de sensibilização" para toda a população portuguesa, em particular para os que habitam áreas de maior risco, que incida "sobre as necessárias mudanças nos comportamentos de circulação, de autoproteção da integridade física e da segurança do edificado em incêndios florestais".

Sublinhando que não existe no país "suficiente educação das populações urbanas ou rurais sobre as medidas a tomar para a autoproteção da sua integridade e dos seus bens", o relatório propõe ainda uma sensibilização dos órgãos de comunicação social para a "divulgação de mensagens indutoras de comportamentos positivos de autoproteção" e a "valorização de boas práticas de proteção que tenham contribuído para a proteção de populações".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE