Liga dos Campeões

Panzer alemão arrasa na primeira batalha

17 | 10 | 2017   23.16H
Com o Besiktas a liderar o grupo G com 9 pontos – Mónaco tem 1 –, o próximo jogo no Dragão entre FC Porto (3 pontos) e Leipzig (4) poderá ser decisivo na qualificação.
João Moniz | jmoniz@destak.pt

Novo passo em falso. Pela segunda vez em três jogos nesta Liga dos Campeões, a fibra pedida por Sérgio Conceição, e que os seus comendados vem mostrando, não chegou para evitar a derrota.

E isso porque o adversário mostrou ser mais dinâmico e foi um autêntico veículo blindado que só abanou em ações furtivas. Aquela que foi a primeira vitória do Leipzig em época de estreia nas provas europeias começou a desenhar-se desde cedo.

Os germânicos eram muito pressionantes sobre a bola, controlavam o jogo e aproveitaram um erro do surpreendentemente titular José Sá para inaugurar o marcador.

A sangria causada por essa ferida só não foi maior porque o Leipzig não aproveitou duas oportunidades que se seguiram. Até que o FC Porto empatou na sequência de um lançamento lateral, onde os dois centrais se impuseram na luta pelo ar para assistir Aboubakar para o empate.

Até ao intervalo, o FC Porto só voltou a criar perigo, e a marcar, noutra bola parada, onde Herrera assistiu Marcano. Só que pelo meio o Leipzig aproveitou desatenções defensivas para marcar mais dois golos.

E se acabou a 1ª parte com 35% de posse de bola e 4 remates (3 deles à baliza), o melhor que o FC Porto conseguiu fazer no 2º tempo foi subir ligeiramente esses números para 42%, 9 e 4, respetivamente, sem criar uma verdadeira oportunidade de golo.

No Dragão terá de fazer mais e melhor.

Foto: EPA
Panzer alemão arrasa na primeira batalha | © EPA
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE