Actualidade

Crise dos rohingya invocada por vários países em fórum ministerial Ásia-Europa

21 | 11 | 2017   06.11H

Vários participantes da 13.ª conferência ministerial do fórum de cooperação Ásia-Europa (ASEM) invocaram a crise das centenas de milhares de rohingya que fugiram da Birmânia para o Bangladesh, indicaram hoje fontes diplomáticas à agência noticiosa espanhola Efe.

Bangladesh, Malásia e Indonésia figuram entre os países que destacaram no plenário a necessidade de se aplicar a recomendação da ONU para tratar do regresso dos deslocados da Birmânia através de um processo de negociação entre os governos de Daca e Naypyidaw.

Esses três países, de maioria muçulmana, credo que professam os rohingya, referiram-se aos refugiados como "deslocados" sem os identificar como membros daquela minoria perseguida na Birmânia, cujas autoridades não reconhecem como cidadãos do país.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE