Investigação

Consórcio vai melhorar pontualidade dos voos

28 | 11 | 2017   00.24H
Várias empresas e organismos desenvolvem soluções que vão revolucionar o intercâmbio de informação aeronáutica, meteorológica e de trajetória.
João Moniz | jmoniz@destak.pt

Dispor de uma imagem exata e sincronizada do tráfego aéreo na Europa permitirá introduzir de vez os voos por trajetórias 4D no continente. Dito assim parece coisa pouca, mas é essa visão única e precisa dos movimentos aéreos em toda a Europa que vai permitir melhorar a pontualidade, reduzir o consumo de combustível e as emissões de CO2 em 10%, absorver mais tráfego e multiplicar o coeficiente de segurança por dez.

É este o “ponto de destino” de 28 empresas tecnológicas e organismos de investigação da UE, Noruega e Suíça, liderados pela Indra, que se encontram a desenvolver estas soluções no âmbito do projeto Céu Único Europeu. O objetivo final é que operadores de aeroportos, linhas aéreas e toda a comunidade aeronáutica partilhem uma visão harmoniosa e atualizada dos movimentos dos aviões civis e militares em todo o continente.

De acordo com a informação avançada ao Destak, «a principal característica dos voos 4D está em que a aeronave e o centro de controlo em terra partilham a informação sobre a posição que terá a aeronave em qualquer momento da sua rota». Para assegurar que isso acontece, será preciso compilar a informação de cada centro nacional de controlo, do gestor global da rede, de cada operador de aeroporto, das próprias aeronaves e dos centros de operação de voo.

Por outro lado, o fornecimento de informação aeronáutica e meteorológica mais precisa e harmonizada vai permitir «detetar com a devida antecedência qualquer imprevisto que possa gerar atrasos» e assim reajustar o planeamento para evitá-los.

Esta modernização nos sistemas será essencial para absorber o incremento constante do tráfego aéreo, que deverá passar dos atuais dez milhões de voos anuais na UE para 16,9 milhões em 2030.

Foto: Pedro Zenkl/Agência Zero
Consórcio vai melhorar pontualidade dos voos | © Pedro Zenkl/Agência Zero
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE