Actualidade

Governo aponta para os 66 anos e cinco meses idade legal da reforma em 2019

30 | 11 | 2017   14.45H

O ministro da Segurança Social afirmou hoje que a idade legal da reforma em 2019 deverá fixar-se nos 66 anos e cinco meses e salientou o aumento real do poder de compra dos pensionistas em 2018.

Viera da Silva falava no final do Conselho de Ministros, após ter sido confrontado com os dados referentes ao impacto do aumento da esperança de vida no fator de sustentabilidade em relação à determinação da idade de reforma para 2019, o que fará com que a idade legal da reforma passe para os 66 anos e cinco meses nesse mesmo ano.

"É assim que está organizado o nosso modelo de sistema de pensões. Obviamente, se nada houver em contrário, esse será o valor que vigorará para 2019 no que respeita à idade legal da reforma", alegou o membro do executivo.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

5 comentários

  • E aqueles que morrem, a reforma vai para quem? Estado claro.
    anonimo | 07.12.2017 | 09.57Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Porquê não dar empregos a desempregados, em vez de aumentar idade reforma? E os deputados com poucos anos recebem reforma?E quem dá emprego aos VELHOS? É o Governo?
    Anonimo | 07.12.2017 | 09.56Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Melhor será acabar com as reformas! Os trabalhadores ou se despedem sem nada receber ou trabalham até morrer! O capital das reformas é como o dinheiro dos lesados do BES, evaporou-se!
    Jesus Cristo laico | 01.12.2017 | 19.15Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • POLICIAIS MILITANTES GNR DEPUTADOS E AFINS REFORMAN-SE AOS 55 DE IDADE OS CAMELOS QUE TRABALHEM ATE MORRER E A DEMOCRACIA A FUNCIONAR NO SEU PLENO JUÍZO VIVA 25 ABRIL PARA OS PARASITAS
    Ze povinho | 30.11.2017 | 17.07Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Em vez de se distribuirem os subsídos de sobrevivência a quem nunca trabalhou nem o quer fazer seria melhor dar esse dinheiro a quem trabalhou a vida inteira e já merece a reforma, distribuindo depois os empregos livres pelos desempregados e até pelos refugiados que vamos em breve receber. Obrigamos os nossos idosos a trabalharem para além dos 65 anos, muitas vezes penosamente, para sustentar gente jovem com mais força e em geral com maior capacidade de adaptação às novas tecnologias. Estamos a criar um mundo perferso e desumano.
    zé da burra o alantejano | 30.11.2017 | 16.42Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE