Actualidade

Portugal precisa de ultrapassar défice do desconhecimento - António Costa

03 | 12 | 2017   18.57H

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu hoje que Portugal precisa de ultrapassar o défice "do desconhecimento e da ausência de formação", considerando que este é "maior défice" que o país tem.

"O maior défice que temos não é o défice das finanças, é o que acumulamos de ignorância, de desconhecimento, de ausência de educação, de ausência de formação, de ausência de preparação. E é esse défice histórico que nós temos que vencer, se quisermos, e não podemos deixar de querer (...) sermos melhores do que os melhores", afirmou António Costa, no Porto, na cerimónia de entrega dos prémios Manuel António da Mota.

Segundo o primeiro-ministro, o país precisa de concretizar essa ambição.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

8 comentários

  • Sim sim, há e muito desconhecimento, e tem toda a razão, começa por quem vota sempre PS e PSD. Este povo é seguidista e eles sabem. Porca miséria|
    Alvaro | 09.12.2017 | 19.20Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Depois de tanta frustração perante os políticos a votação dos cidadãos vai caindo . Mais uma causa do tal défice de conhecimento no qual a anterior governação se vangloriou com a austeridade sem precedentes , com o catastrofismo deprimente e o recuo para os anos do troca o passo.
    Amadores | 07.12.2017 | 12.22Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O DEFICE DO DESCONHECIMENTO REPONHA OS 6 CENTIMOS QUE APLICOU NOS COMBUSTIVEIS PARA SATISFAZER AS PROMESSAS DA GERINGONÇA QUE HA MUITOS QUE JA SE ESQUECERAM E JA VAI PARA DOIS ANOS E O BCE A COMPRAR DIVIDA PUBLICA SE NAO FOSSE ISSDO ANDAVAMOS DE TANGA ESTA FORMAÇÃO E QUE O PAIS TEM DE MAIS
    ze povo | 07.12.2017 | 10.57Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • DEFICIT DO DESCONHECIMENTO, NÃO SIM O DEFICIT DO CONHECIMENTO... ALIÁS COMO O GOVERNO TEM EM TODOS OS ASSUNTOS E SEGUE O VULGAR E ERRADO PRINCIPIO DE QUE PRIMEIRO DECIDE SEM CONHECER BEM O ASSUNTO E DEPOIS...OS SERVIÇOS QUE EXECUTEM A ASNEIRA...CASOS NÃO FALTAM! MUITOS POLÍTICOS TEM DE PERDER A RETÓRICA DE QUE TUDO É POLITICO E QUE OS (INCÓMODOS)TECNOCRATAS SÃO SECUNDÁRIOS!
    GABRIELCORREIA | 07.12.2017 | 02.46Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O défice do desconhecimento é tal que até tem estado a fazer emigrar muitos dos engenheiros, arquitetos, enfermeiros, técnicos de saúde e até médicos que custaram muito dinheiro a formar aos seus pais e a este pobre país que os vê partir rumo à Inglaterra, Alemanha, EUA, Sultanatos árabes e outros países que os recebem de braços abertos. Os que ficam têm dificuldade de ingressar numa carreira profissional e têm que sujeitar-se a trabalhar para empresas de prestação de serviços que lhes pagam salários que não chegam para pagar uma renda de casa em Lisboa. É que as empresas de serviços visam um lucro do negócio (legítimo) e depois ficam com a maior parte do valor do serviço pago por quem o contrata e que muitas vezes é o próprio Estado
    zé da burra o alentejano | 06.12.2017 | 16.56Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O melhor é começar pelos pulhíticos dos quais os resultados são zero . Passamos todos por imbecis e atrasados , porque só eles nos impingem o que é que passa a ser o que não é.
    Lérias | 04.12.2017 | 12.41Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O primeiro-ministro disse isso e isso é um pleonasmo ou uma redundância? E, o burro, sou eu?
    Anónimo | 03.12.2017 | 21.11Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • DÉFICE DE CONHECIMENTO COMEÇANDO POR MUITOS POLÍTICOS QUE SÃO UNS PARASITAS NÃO SABEM FAZER NADA DE NADA ASSIM ANDA O PAÍS COM A FORMAÇÃO DEFICITÁRIA DELES
    Aaa | 03.12.2017 | 19.30Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE