Actualidade

Salário mínimo deverá ficar nos 580 euros, sem contrapartidas para as empresas - ministro

05 | 12 | 2017   18.46H

O ministro do Trabalho apresentou hoje aos parceiros sociais uma proposta de 580 euros para o salário mínimo em 2018, afirmando ser "muito provável" que o valor fique por aqui e sem contrapartidas para as empresas.

"A proposta do Governo é de 580 euros, é aquela que está no programa do Governo", começou por dizer aos jornalistas o ministro do Trabalho, Vieira da Silva, à saída da reunião da Concertação Social, em Lisboa.

"Se chegaremos ao fim com o valor de 580 euros? É muito provável", acrescentou o governante, sublinhando que o aumento "só tem uma leitura", que é a de que "a economia portuguesa pode encaixar nas suas variáveis estratégicas este aumento".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

3 comentários

  • Sempre o mesmo, dar com uma mão, para no final, receber com a outra o mesmo. Só neste País, com os politicos que temos tido.
    Alvaro | 09.12.2017 | 19.23Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • E... o ministro do Trabalho há-de ser o primeiro a dar o exemplo e receber um salário mínimo por mês e a seguir os ministros dos vários ministérios. Isso é que era de valor para ficarem a saber o que a vida custa. Nada de viaturas do estado com motoristas e guarda-costas... Vão de transportes públicos como o povo português ou metam 'gasosa' no 'chasso' e vão trabalhar. Isto incomoda? Ah pois, se a verdade incomoda muita gente, duas verdades incomodam muito mais...
    Anónimo | 05.12.2017 | 21.24Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Se o salário mínimo subir para os 580€ (ilíquidos) ainda não chega para pagar uma renda de casa acessível, que de acordo com a Dr.ª Assunção Cristas durante a sua campanha para as Autárquicas de Lisboa, deve situar-se nos 1300€. Pelo menos, esta Sra. não deverá contestar a grande subida do salário mínimo. E esta heim!?
    zé da burra o alentejano | 05.12.2017 | 19.03Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE