Actualidade

Aborto volta a baixar em 2016, trabalhadoras não qualificadas predominam pela primeira vez

07 | 12 | 2017   11.37H

As trabalhadoras não qualificadas foram a categoria que, pela primeira vez, predominou entre as mulheres que realizaram uma interrupção da gravidez em 2016, procedimento que voltou a baixar nesse ano.

De acordo com o relatório dos registos das interrupções da gravidez (IG), divulgado pela Direção Geral da Saúde (DGS), em 2016 voltou a diminuir o número de IG: 15.959 (16.028 em 2015).

Deste número, as IG por opção da mulher nas primeiras dez semanas constituem cerca de 96,6% do total das intervenções realizadas, seguindo-se a "grave doença ou malformação congénita do nascituro" (2,77%) e outras.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE