Incêndios

Família de trabalhador morto a combater fogo deve ser ressarcida -- Câmara de Oleiros

14 | 01 | 2018   09.00H

A Câmara de Oleiros pediu ao Provedor de Justiça que a família do trabalhador que morreu no combate ao incêndio que deflagrou a 07 de outubro de 2017 seja ressarcida com os mesmos apoios das restantes vítimas dos incêndios.

"Escrevemos ao provedor de Justiça, com conhecimento ao presidente da República e ao primeiro-ministro, a solicitar que o trabalhador [Câmara de Oleiros] que morreu quando operava uma máquina durante um incêndio seja considerado entre as vítimas oficiais dos incêndios", disse hoje à agência Lusa o presidente do município de Oleiros, Fernando Marques Jorge.

O trabalhador da Câmara de Oleiros, com 50 anos, morreu quando combatia um incêndio que deflagrou naquele concelho, no dia 07 de outubro de 2017, e, na altura, o autarca disse que não são só os que morrem queimados que são vítimas dos incêndios.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE