Actualidade

Petroleiro iraniano em chamas ao largo de Xangai afunda-se após oito dias

14 | 01 | 2018   12.20H

O petroleiro iraniano que estava a arder há oito dias, após uma colisão com um cargueiro chinês, foi "totalmente consumido" pelas chamas afundando-se em seguida, noticiou hoje a imprensa chinesa.

Um responsável iraniano declarou, entretanto, que já não há esperança de encontrar sobreviventes. O Sanchi transportava 136 mil toneladas de hidrocarbonetos leves (condensado) e uma tripulação de 32 homens (30 iranianos e dois marinheiros do Bangladesh), dos quais foram encontrados apenas três corpos.

O navio pegou fogo após uma colisão na noite de 06 de janeiro com um cargueiro chinês (com bandeira de Hong-Kong).

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE