Sondagem

Tipo de contrato é o mais importante

14 | 01 | 2018   22.51H
Ligação contratual é o aspeto mais valorizado num emprego, acima do valor da remuneração. Mas o salário é o fator que mais dasagrada no trabalho atual.
João Moniz | jmoniz@destak.pt

Na sua mensagem de Natal, o primeiro-ministro apontou a qualidade do emprego como a sua prioridade para 2018. Ou seja, não bastava criar mais postos de trabalho, estes tinham de ser melhores. E apontou o «emprego digno, salário justo, oportunidade de realização profissional» como metas a atingir.

No entanto, como é que se pondera tudo isto para chegar ao tal «emprego melhor»? Um inquérito feito pela Aximage para o Negócios e Correio da Manhã procurou responder a essa pergunta. Quando questionados qual o aspeto que valorizam mais num emprego, a maior parte dos 600 entrevistados respondeu o tipo de contrato de trabalho (34,9%). Só depois surgem o salário (31,5%) e a realização pessoal (27,2%).

A segurança laboral é claramente mais valorizada pelas inquiridos que se dizem de esquerda (36,4%) do que de direita (23,6%). Os apoiantes de PSD e CDS elegem primeiro a realização pessoal (35,7%), ao contrário dos de PS, BE e CDU (27,6%). Curiosamente, a importância do salário é praticamente igual: 30,9% à direita e 30,2% à esquerda.

Outra coisa que esta sondagem mostra é que a perspetiva tende a mudar quando se está empregado. É que o salário (46,7%) é claramente o aspeto que deixa os portugueses mais insatisfeitos no seu emprego atual.

O facto de, segundo os últimos dados do INE, 80% dos trabalhadores terem um contrato por conta de outrem poderá explicar porque é que o tipo de contrato laboral é o aspeto que mais desagrada a apenas 7,7% dos empregados. O horário é o que mais irrita 20,5%.

Foto: © iStock
Tipo de contrato é o mais importante | © ©  iStock
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE