Actualidade

Inconformados com crise política na Guiné-Bissau querem eleições gerais em 2018

20 | 01 | 2018   20.08H

Um grupo de jovens do movimento de Cidadãos Inconformados com a crise política na Guiné-Bissau exigiu hoje a realização em maio de eleições gerais antecipadas para acabar com o impasse no país.

Sumaila Djaló, porta-voz do movimento, disse à Lusa que a Guiné-Bissau deve organizar eleições legislativas, que seriam no calendário normal, e as presidenciais, que seriam antecipadas, ainda este ano, "porque o Presidente perdeu a capacidade de resolver a crise", referindo-se ao chefe do Estado.

Num comício com pouca adesão, no largo da meteorologia, em Bissau, Djaló notou que José Mário Vaz, antes de marcar a data de eleições gerais, deve nomear um novo governo, dentro do quadro constitucional, dissolver o Parlamento e deixar o cargo de livre vontade.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE