Actualidade

Academia de Artes do Mindelo festeja "730 dias de muita luta"

21 | 01 | 2018   09.15H

As portas abrem pelas oito da manhã e fecham madrugada dentro, depois de, pelo antigo armazém, passarem diariamente 170 crianças, formadores, artistas ou simplesmente amigos da Academia Livre de Artes Integradas do Mindelo (ALAIM).

Nascida de um sonho do diretor do Centro Cultural Português do Mindelo, João Branco, e da mulher, Janaína Alves, a ALAIM completa segunda-feira dois anos de vida com uma programação intensiva, que arranca já hoje, e onde se destaca um concerto de Sara Tavares, madrinha da instituição.

"É o segundo ano, mas costumo dizer que temos trabalhado por dia. Não são dois anos, são 730 dias de muita luta. Uma luta e um sonho que não param", disse, em entrevista à agência Lusa, Janaína Alves, atriz e diretora da academia.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE