Antevisão

Um poker de novos ases para vencer

28 | 01 | 2018   23.06H
Após a vitória do Sporting na Taça da Liga, o campeonato está de volta, ao ritmo de três partidas por dia até quarta-feira. Hoje joga o Benfica ‘pós-Krovinovic’.

Sem subterfúgios, Rui Vitória aceitou falar dos dois assuntos que marcam a atualidade do Benfica: o mercado e a substituição de Krovinovic. Em relação aos reajustes no plantel, o técnico encarnado defendeu o conceito de «reduzir para melhorar». Ou seja, as saídas de Gabriel Barbosa, Lisandro López e Filipe Augusto visaram «subir as expetativas de todos, para que se sintam dentro do processo».

Além disso, desde que chegou ao clube, Vitória assumiu a missão de «olhar para dentro». Daí que o sucessor do médio croata, que não joga mais até ao fim da época, vá ser encontrado dentro do grupo e não no mercado. E, a médio prazo, há quatro hipóteses possíveis, seguindo a ordem dos nomes referidos pelo técnico.

João Carvalho «pensa mais rápido do que a maioria dos jogadores» na sua posição, mas precisa de ganhar maior agressividade. Zivkovic «joga bem por terrenos interiores e tem qualidade técnica». Keaton Parks «está a ser preparado há algum tempo» e Gedson Fernandes, que treina há três semanas na equipa A, «tem dimensão para chegar à área contrária».

No entanto, só Carvalho e Zivkovic estão entre os 20 convocados para o jogo de hoje frente ao Belenenses, no que até poderá ser o último dérbi no Restelo nos tempos mais próximos. Isto porque a direção do clube exige novas condições para renovar o protocolo que permite à SAD utilizar as instalações em Belém. Até ao fim de junho será tomada uma decisão.

Na ressaca da dura eliminação nas meias-finais da Taça da Liga, o FC Porto vai amanhã a Moreira de Cónegos, onde se verá se a solução para a ausência de Danilo Pereira (só volta em março) está mais rotinada. Na quarta-feira, o Sporting recebe o sempre incómodo V. Guimarães.

Foto: © Miguel Barreira
Um poker de novos ases para vencer | © © Miguel Barreira
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE