Actualidade

ICNF faz balanço positivo dos três anos da libertação dos primeiros linces ibéricos

02 | 02 | 2018   07.23H

Três anos depois da libertação do primeiro casal de linces ibéricos em Mértola, Beja, o Instituto da Conservação da Natureza considera o balanço positivo, mas destaca que a estabilização da população só será conseguida a médio prazo.

Em comunicado, o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) adianta que até 2017 foram libertados 27 animais, tendo sido tecnicamente iniciado o processo de reintrodução da espécie.

Nestes anos, nasceram 16 crias no Vale do Guadiana, refere o Instituto, que anuncia que em 2018 serão libertados mais seis animais.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE