Polémica

Tony Carreira volta ao tribunal ainda este mês

06 | 02 | 2018   23.28H
Acordo judicial entre cantor e a Companhia Nacional de Música no processo de plágio ficou sem efeito.
Destak | destak@destak.pt

O cantor Tony Carreira vai regressar ao Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Lisboa a 22 de fevereiro, depois de a Companhia Nacional de Música (CNM) ter recusado o acordo assumido em tribunal em novembro do ano passado, quando as partes assumiram um princípio de acordo, proposto por uma juíza do TIC de Lisboa, que previa a suspensão provisória do processo durante quatro meses, na condição de, em 60 dias, Tony Carreira entregar 10 mil euros à Câmara Municipal da Pampilhosa da Serra, para apoio aos danos causados pelos incêndios, e mais 10 mil à Associação das Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande.

«A CNM não contribuirá para qualquer acordo que possa frustrar a legítima expectativa da opinião pública ou evitar que o tribunal cumpra a sua inalienável obrigação de decidir», refere um requerimento enviado pela CNM, ao TIC de Lisboa, consultado ontem pela Lusa.

Assim, o TIC marcou nova sessão da instrução para decidir se leva ou não os arguidos a julgamento. «Atenta a posição da assistente [CNM] de não concordância com a suspensão provisória do processo, fica inviabilizada a aplicação de tal autos», indica o TIC, que marcou para 22 de fevereiro um novo «interrogatório judicial ao arguido Tony Carreira, seguido de debate instrutório» que, a realizar-se, será à porta aberta.

Foto: © Vítor Chi
Tony Carreira volta ao tribunal ainda este mês | © © Vítor Chi

5 comentários

  • Então... e o Hervé Villard (o francês da musica da canção 'Sonhos de menino') recebe quanto? Ah isso não consta 'nos autos'? Já tou a ver o filme...
    Anónimo | 12.02.2018 | 20.41Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Havendo plágio, os verdadeiros autores e prejudicados é que terão de ser ressarcidos, a Câmara e as vítimas não têm nada a ver com o assunto. E 20 mil não é nada face ao muito que, a dar-se o caso, terá arrecadado. É assim, chame-se Carreira ou Rod Stewart, seja na música, na literatura ou na indústria, em Portugal, nos EUA ou na China. Já era em 1973 e continua a ser, para respeito do trabalho e investimento dos outros.
    Kàrlitos | 12.02.2018 | 09.36Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Os chineses copiam tudo e todos e ninguem lhes bate o pé porque?Justiça de1/2 tigela.Portugal depois do 24 de Avril deu nisto e nâo sai da cepa torta,
    farçolas | 11.02.2018 | 07.31Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • As minhas questões são: será que os 10 mil euros chegaram à CM da Pampilhosa da Serra e os outros 10 mil à Associação das Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande? Se Tony Carreira 'plagiou' canções estrangeiras... porque é que tem de pagar essas quantias em Portugal? Que diremos de uma banda holandesa que plagiou Quim Barreiros tocando aquela música do 'carro na garagem da vizinha'?
    Anónimo | 09.02.2018 | 19.48Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Só tira o profissionalismo!
    Cliente | 08.02.2018 | 06.36Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE