Actualidade

Atriz diz ter sido molestada por realizador Kim Ki-duk e chama hipócritas a responsáveis da Berlinale

13 | 02 | 2018   07.05H

Os responsáveis pelo festival de cinema de Berlim (Berlinale) foram hoje acusados de hipocrisia por uma atriz sul-coreana que se queixa de ter sido agredida sexualmente pelo realizador Kim Ki-duk, um dos principais convidados do evento.

Em entrevista à agência France Press, a atriz, que quer manter o anonimato, queixou-se ter sido agredida e molestada sexualmente pelo realizador durante a rodagem do filme de 2013 "Moebius".

Kim Ki-duk, 57 anos, é um dos cineastas mais destacados da Coreia do Sul e o seu currículo inclui um Leão de Ouro no Festiva de Veneza por "Pietá" e um Urso de Ouro no Festival de Berlim por "Samaritana". O seu filme mais recente, "Humano, Espaço, Tempo e Humano", estreará na seleção "Panorama" da 68ª edição da Berlinale, que abre quinta-feira.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE