Actualidade

Grupo de Lima pede a Maduro novo calendário eleitoral na Venezuela

14 | 02 | 2018   04.22H

Os ministros dos Negócios Estrangeiros dos 14 países que compõem o Grupo de Lima condenaram a convocação de eleições presidenciais antecipadas na Venezuela e pediram ao Presidente Nicolás Maduro que apresente um novo calendário eleitoral.

"Apelamos ao Governo da Venezuela a que reconsidere a convocatória de eleições presidenciais para 22 de abril, e que apresente um novo calendário eleitoral", explica um comunicado divulgado terça-feira, no Peru.

O documento começa por explicar que o Grupo de Lima condena "a decisão adotada pelo Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela de convocar unilateralmente eleições presidenciais para 22 de abril de 2018, sem ter alcançado um acordo com a oposição, tal como o Governo se tinha comprometido".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE