Operação Lex

Supremo decreta suspensão de funções a juízes Rangel e Galante

14 | 02 | 2018   18.36H

Os juízes desembargadores Rui Rangel e Fátima Galante ficaram hoje suspensos de funções e proibidos de contactar com um grupo de pessoas do processo Operação Lex, em que ambos são arguidos, anunciaram os seus advogados.

No final de um interrogatório judicial, o conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) com funções de juiz de instrução decidiu também aplicar como medida de coação a Rui Rangel o pedido de autorização para se ausentar para o estrangeiro, em virtude de possuir dupla nacionalidade, segundo João Nabais, advogado do magistrado.

Além daquelas medidas de coação, os dois juízes desembargadores continuam sujeitos a termo de identidade e residência.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE