Actualidade

Portugal reconheceu independência do Kosovo "no momento apropriado" -- Augusto Santos Silva

15 | 02 | 2018   07.22H

Portugal reconheceu a independência do Kosovo no momento que considerou apropriado para não prejudicar as tradicionais boas relações que mantém com a Sérvia, referiu à Lusa o ministro dos Negócios Estrangeiros.

"Não fomos dos primeiros países a reconhecer a independência do Kosovo, reconhecemo-la passado uns meses da proclamação dessa independência, juntando-nos assim à grande maioria dos países da União Europeia que reconheceram a independência. Temos relações diplomáticas normais, as relações económicas não têm expressão", referiu em declarações por telefone à Lusa Augusto Santos Silva, quando no próximo sábado de assinalam os dez anos da declaração de independência desta antiga província do sul da Sérvia com maioria de população albanesa.

"E sobretudo procedemos ao reconhecimento do Kosovo no tempo e no modo adequados para que isso não ferisse em nada a excelência tradicional das nossas relações com a Sérvia", assinalou o chefe da diplomacia.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE