Actualidade

Parlamento acusa Maduro de tentar golpe de Estado com"megaeleição" antecipada

23 | 02 | 2018   03.09H

O parlamento venezuelano, onde a oposição detém a maioria, acusou quinta-feira o Presidente Nicolás Maduro de tentar dar um golpe de Estado para "avançar no propósito totalitário de controlar todos os poderes".

Em comunicado, a Assembleia Nacional questiona o anúncio do Presidente Nicolás Maduro, feito na quarta-feira, de que a 22 de abril se vão realizar em simultâneo eleições presidenciais, legislativas, municipais e regionais, que designou como "megaeleição".

"Esta tentativa de golpe ao Estado de Direito tem entre os objetivos evitar o controlo da administração pública que constitucionalmente corresponde à Assembleia Nacional e assim garantir impunidade aos que se têm apropriado criminosamente do dinheiro público", explica.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE