Actualidade

Presidente da IPSS 'O Sonho' nega irregularidades e manifesta vontade em demitir-se

23 | 02 | 2018   19.36H

O presidente da Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) 'O Sonho', em Setúbal, negou hoje que tenha cometido qualquer irregularidade na gestão da associação, manifestando vontade em se demitir do cargo que ocupa há mais de três décadas.

A Polícia Judiciária está a realizar buscas, presididas pelo Ministério Público, desde a manhã de hoje às várias unidades da instituição e também domiciliárias, por suspeitas dos crimes de fraude na obtenção de subsídio, participação económica em negócio e peculato (desvio ou roubo de dinheiros públicos por quem os tinha a seu cargo).

Em declarações à agência Lusa, Florival Cardoso, presidente da IPSS 'O Sonho', fundada em 1980 e que apoia centenas de utentes em diversas valências, como na reinserção social de famílias ou na disponibilização de diversas creches e infantários, afirmou "estar de consciência tranquila", mas "desiludido com a perseguição" que diz estar a ser feita às IPSS.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE