Actualidade

Visões opostas entre PS e PSD sobre Segurança Social dificultam acordos -- Vieira da Silva

24 | 02 | 2018   17.35H

O ministro com a pasta da Segurança Social, Vieira da Silva, admitiu hoje que as visões opostas entre PS e PSD sobre a área que tutela dificultam eventuais futuros acordos, assegurando que o PS não vai mudar de alianças.

À margem de uma conferência sobre "Economia Social e os desafios dos Pós 2020", no âmbito da iniciativa PS de Portas Abertas, em Lisboa, Vieira da Silva foi questionado pelos jornalistas sobre a notícia avançada hoje pelo semanário Expresso que dá conta de que António Costa e Rui Rio querem fechar dois acordos até ao verão, um deles sobre fundos comunitários e outro sobre a descentralização.

"Sabemos que na área da Segurança Social existem distinções significativas entre as visões que ambos os partidos têm, ou pelo menos tiveram no passado. Não conhecemos em detalhe qual é a posição da nova liderança do PSD, mas relembremos que foi com o governo do PSD e do CDS que foram propostas medidas como o corte das pensões em pagamento", respondeu, quando questionado sobre eventuais acordos futuros na área que tutela.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE