Smartphone nas férias

Bateria e qualidade das fotos dominam atenções

05 | 03 | 2018   23.27H
Os portugueses tendem a não diminuir a utilização do telemóvel durante as férias. Autonomia do aparelho e desempenho das câmaras são as maiores preocupações.
Destak | destak@destak.pt

A autonomia da bateria é a característica mais valorizada num telemóvel para usar nas férias (87%), sobretudo pelos períodos mais longos sem possibilidade de carregar o telemóvel. Esta é a principal conclusão de um estudo de mercado feito para a eDreams em Portugal, Reino Unido, França, Alemanha, Suécia, EUA, Itália e Espanha.

Entre as respostas aos 12 mil inquéritos, que o Destak analisou, nota-se a preocupação dos portugueses com as fotografias. Daí que as especificações da câmara traseira sejam a 2ª preocupação (57%) e as da câmara dianteira a 4ª (29%). Pelo meio está a durabilidade do aparelho (35%).

Curiosamente, são as mulheres que mais ligam à qualidade das câmaras: 34% das utilizadoras preocupam-se com a câmara frontal, usada sobretudo para tirar selfies, contra 22% dos homens, enquanto a câmara traseira faz parte das principais preocupações de 62% das mulheres, contra 51% dos homens. «Sinal de que são elas que mais uso darão ao telemóvel para tirar fotos durante as férias», conclui a agência online de viagens.

Os utilizadores do Norte e da região de Lisboa são aqueles que ligam mais à qualidade da câmara traseira dos smartphones, embora os nortenhos também se preocupem mais com a câmara frontal. A paixão pela fotografia manifesta-se igualmente no facto de 61% dos entrevistados ainda levarem na bagagem uma máquina fotográfica individual.

Nas férias, 44% dos portugueses dão o mesmo tempo de utilização ao smartphone do que no resto do ano, enquanto um quarto admite usá-lo durante mais tempo. Um comportamento que foge à regra geral, onde só 16% admite uma maior utilização e 40% garante uma redução.

Foto: © shutterstock
Bateria e qualidade das fotos dominam atenções | © © shutterstock
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE