Actualidade

Instituto Gestão Financeira da Justiça diz que tem cooperado desde outubro com MP e PJ

08 | 03 | 2018   10.07H

O Instituto de Gestão Financeira da Justiça garantiu hoje que tem cooperado com o Ministério Público e a Polícia Judiciária na investigação do caso 'e-toupeira' e sublinhou que o acesso ao sistema informático CITIUS é restrito e limitado.

Em comunicado, um dia depois de um dos seus funcionários ter ficado em prisão preventiva no âmbito da investigação que envolve também o assessor jurídico do Benfica, o Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça (IGFEJ) diz que tem cooperado, desde outubro, na investigação dos factos que "permitiram sustentar a suspeita de elementos integradores da prática de ilícitos criminais".

O IGFEJ, responsável pelo sistema informático da justiça CITIUS, recorda que aplicou "um conjunto de medidas que permitem melhor identificar o acesso aos processos judiciais que se encontram em tribunal e que são tramitados através deste sistema".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • LOL. Portugal é um país de corruptos. Conversa para encher chouriços. Se não houver fugas vivem só do salário? Se o CM fizer greve nos pagamentos aos avençados das polícias e tribunais vai ser lindo.
    Balelas para tontos | 08.03.2018 | 11.55Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE