Inovação

Smartphone controla toda a estadia no hotel

08 | 03 | 2018   23.58H
Abriu na Hungria o primeiro hotel na Europa controlado integralmente pelo cliente através do telemóvel. Todo o processo desde o registo até à saída fica facilitado.
Destak | destak@destak.pt

Uma solução inovadora para chegar ao passo seguinte da evolução da hospitalidade. É assim que os Hotéis TMRW descrevem a sua nova unidade de 4 estrelas, o KViHotel, que abriu em Budapeste. Os 40 quartos estão totalmente preparados para serem controlados através de telemóvel.

Descarregando a aplicação para Android ou iOS, os clientes só precisam de carregar num botão para reservar os quartos, fazer o check-in sem ter de estar na fila até 48 horas antes da chegada, escolher o andar e o alojamento. Através de Bluetooth, o smartphone é também a chave do quarto e, no caso de chegada tardia durante a noite, o aparelho abre a porta principal do hotel.

Segundo as explicações que a empresa deu ao Destak, também o aquecimento e o ar condicionado podem ser controlados à distância, permitindo ao cliente ter a temperatura desejada quando chega ao quarto. Mas a lista de serviços não se fica por aqui.

É possível pedir uma limpeza adicional; colocar a informação “Não incomode ” virtualmente; pedir um táxi; fazer o check-out sem filas; pagar por cartão bancário (em breve também por PayPal); e receber a fatura por email.

Todas estas atividades podem ser feitas com o WiFi de banda larga gratuito em todo o hotel. Há um sistema de ajuda para o uso da aplicação, tanto em texto como em vídeo, e o serviço virtual ao cliente está operacional 24 horas por dia, a partir de qualquer localização.

Também há um serviço de atendimento em todas as redes sociais e, quem preferir, pode pedir auxílio através de telemóvel.

Foto: DR
Smartphone controla toda a estadia no hotel | © DR

1 comentário

  • Depois está o dono do hotel a ver os casais no quarto através do smartphone ,controla tudo e todas.
    Anonimo | 11.03.2018 | 17.25Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE