Actualidade

Escritora Eleanor Catton quer levar da Madeira uma mala cheia de autores portugueses

13 | 03 | 2018   15.42H

A escritora neozelandesa Eleanor Catton sonha recorrentemente que, num festival literário, alguém a acusa de ser impostora, um receio que se estende ao da Madeira, onde se encontra, mas do qual espera sair com muitos autores portugueses "na bagagem".

Eleanora Catton venceu o Prémio Man Booker 2013, com o seu segundo romance, "Os Luminares", sendo a escritora mais jovem (28 anos, na altura) a receber o galardão e com o romance mais longo, mas isso não a impede de sofrer os sintomas de "uma espécie de síndrome do impostor".

Esses sintomas traduzem-se num sonho recorrente, desde que escreveu o primeiro livro, "O ensaio", de que, num festival literário, um leitor se levanta e a acusa de não ter escrito o livro ou então lhe diz que o que escreveu não faz sentido.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE