Actualidade

Jerónimo antevê PS encostado à direita contra direitos laborais

13 | 03 | 2018   17.05H

O secretário-geral do PCP previu hoje que se o PS votar novamente "encostado à direita" contra reversões na legislação laboral, na quarta-feira, a consequência política a tirar é que o partido do Governo se "encosta à direita".

"As consequências [políticas], da parte do PCP, são demonstrar que o PS, no meio das suas contradições - apesar de ter dado uma contribuição e acompanhado o PCP para que existam avanços, reposição e conquista de direitos -, em matérias de fundo, encosta à direita. Não pode ser silenciado. Não estamos a fazer uma ameaça, mas apenas a constatar uma realidade", disse.

Jerónimo de Sousa falava aos jornalistas, após reunião com representantes da Fiequimetal (Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas, Elétricas, Farmacêutica, Celulose, Papel, Gráfica, Imprensa, Energia e Minas), no parlamento.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Que espera o PCP! O PS se fez compromissos, desistam, agora faz parceria com Cristasdireitas.
    Alvaro | 13.03.2018 | 19.50Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE