Actualidade

Tribunal de Leiria julga na quinta-feira acusado do crime de incêndio florestal

14 | 03 | 2018   08.07H

O Tribunal de Leiria começa a julgar na quinta-feira um homem acusado de um crime de incêndio florestal na serra da Lousã que provocou prejuízos de 918 mil euros e cujo combate custou um milhão de euros.

Segundo o despacho de acusação, ao qual a agência Lusa teve hoje acesso, no dia 08 de agosto de 2016, pelas 23:30, o arguido, de 68 anos e residente no concelho de Castanheira de Pera, no distrito de Leiria, deslocou-se à serra da Lousã, próxima da sua casa, "com o intuito de atear fogo" àquela, "assim dando início a um incêndio que consumisse a densa e abundante vegetação que ali existia".

Após estacionar a viatura que conduzia na estrada nacional 236, o arguido dirigiu-se a um terreno em terra batida, onde, "com auxílio de um fósforo ou isqueiro que trazia consigo, lançou fogo à vegetação ali existente, com o propósito de que o fogo se propagasse às árvores de diversas espécies e demais vegetação envolvente, o que conseguiu, criando de imediato uma coluna de fogo e fumo", e depois fugiu do local.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE