PE

Costa defende em Estrasburgo orçamento ambicioso e mecanismo de convergência

14 | 03 | 2018   09.55H

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu hoje perante o Parlamento Europeu, em Estrasburgo, um orçamento da União Europeia pós-2020 ambicioso e uma capacidade orçamental própria para a zona euro que corrija as assimetrias.

Na sua intervenção no hemiciclo de Estrasburgo, no quadro dos debates sobre o Futuro da Europa com chefes de Estado e de Governo, António Costa focou parte significativa do seu discurso no sentido de a União Europeia ter a "responsabilidade política de responder aos anseios legítimos dos cidadãos europeus", o que, argumentou, só será possível com "uma verdadeira União, mais coesa, económica, social e politicamente".

"Para que isso seja possível, há duas prioridades muito claras: concluir a União Económica e Monetária, o projeto mais ambicioso que já conseguimos pôr em prática, e dotarmos a União dos recursos à medida das suas responsabilidades e dos desafios que temos de enfrentar", sustentou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE