Actualidade

Centroliva condenada a encerrar exploração e pagar coima de 300 mil euros

16 | 04 | 2018   14.24H

A Centroliva foi hoje condenada a encerrar a sua unidade e a pagar uma coima de 300 mil euros por efetuar descargas de águas residuais sem licença, na ribeira do Lucriz, segundo decisão da Agência Portuguesa do Ambiente.

"O valor apurado como cúmulo jurídico" condena a Centroliva, "na coima única de 300 mil euros", considerando que "foi dada como provada a prática de sete contraordenações ambientais muito graves, duas das quais na forma dolosa", refere o documento da decisão, a que a agência Lusa teve acesso.

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) decidiu aplicar a sanção de encerramento da unidade industrial de secagem e extração de óleo de bagaço de azeitona da Centroliva, com sede no Monte da Ordem, em Ponte do Açafal, Vila Velha de Rodão, durante três anos.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE