Actualidade

Jerónimo insiste em aumentos para a função pública mas admite negociar mais tarde

16 | 04 | 2018   14.44H

O secretário-geral do PCP considerou hoje que a posição do primeiro-ministro de remeter a questão dos aumentos salariais da função pública para 2019 é "perfeitamente lógica e aceitável", mas insistiu que é preciso fazer essa ponderação.

"Era bom essa ponderação, porque estamos a falar de trabalhadores da administração pública, trabalhadores perfeitamente descontentes pelos seus salários e os seus direitos", afirmou Jerónimo de Sousa, quando questionado pelos jornalistas sobre as declarações do primeiro-ministro, que esta manhã disse ser extemporâneo colocar agora a questão dos aumentos salariais da função pública e que "na altura própria" se negociará o que houver para negociar.

Recordando que a administração pública há nove anos que não tem qualquer aumento, o líder comunista considerou a afirmação do primeiro-ministro "quase singela e perfeitamente lógica e aceitável".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE