Saúde

Maus hábitos de sono potenciam obesidade

17 | 04 | 2018   00.04H
Estudo identifica consequências da falta de descanso recomendado junto de rapazes entre os 6 e 9 anos.
João Moniz | jmoniz@destak.pt

As crianças entre os 6 e os 12 anos devem dormir entre 9 e 12 horas por noite durante a semana. Para analisar a relação entre os hábitos de sono irregulares – o não cumprimento desta regra – e o risco de excesso de peso e obesidade na população pediátrica portuguesa, uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra passou os últimos seis anos a estudar a rotina de 8273 crianças na hora de dormir.

Foram ainda analisados outros dados destas 4183 raparigas e 4090 rapazes com idades entre 6 e 9 anos, nomeadamente: atividade física, comportamentos sedentários (como o tempo passado a ver televisão ou a jogar no computador) e algumas variáveis antropométricas (estatura, peso e índice de massa corporal).

Com base nos dados recolhidos, conclui-se que «os rapazes que apresentavam hábitos de sono irregulares para a sua idade têm 128% maior probabilidade de serem classificados como crianças com excesso de peso», revela um dos investigadores. Aristides Machado-Rodrigues refere ao Destak que «entre as raparigas não houve associações significativas entre a duração do sono e o risco de obesidade».

«Os pais devem reforçar as regras familiares da “hora de deitar” das crianças para que estas possam ter o tempo de sono diário recomendado».

Foto: 123RF
Maus hábitos de sono potenciam obesidade | © 123RF
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE