Actualidade

Presidente da Birmânia anuncia amnistia que permite libertar mais de 8.000 presos

17 | 04 | 2018   08.29H

O novo presidente da Birmânia, Win Myint, anunciou hoje uma amnistia geral que permitirá a libertação de mais de 8.000 prisioneiros, mais de trinta dos quais condenados por razões políticas.

O presidente justificou o perdão com razões humanitárias.

"Para dar paz aos corações das pessoas e pelo apoio humanitário, 8.490 prisioneiros de várias prisões receberão um perdão", disse o gabinete presidencial, em comunicado.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE