Actualidade

Amnistia Internacional denuncia abusos sexuais contra mulheres no Iraque

17 | 04 | 2018   10.48H

A Amnistia Internacional denunciou que as mulheres que vivem em campos de deslocados no Iraque são vítimas de coação e pressão para manterem relações sexuais a troco de dinheiro, ajuda humanitária e segurança.

A organização não-governamental refere-se a abusos sexuais registados em oito campos de deslocados que foram visitados pelas equipas de investigação tendo elaborado o relatório: "Os condenados: mulheres e crianças isoladas, encurraladas e exploradas no Iraque".

Quatro mulheres contaram à Amnistia Internacional que presenciaram diretamente atos de violação e que ouviram gritos de uma outra mulher que estava a ser violada no interior de uma tenda, por homens armados, membros da administração do campo e outros deslocados do sexo masculino.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE