Actualidade

Aplicação chinesa de transporte obriga motoristas a reconhecimento facial

17 | 05 | 2018   07.50H

A aplicação de transporte privado Didi, o Uber chinês, vai obrigar os motoristas a submeterem-se diariamente ao reconhecimento facial, anunciou hoje a empresa.

O reconhecimento facial será obrigatório para cada viagem, numa decisão tomada depois de um condutor ter alegadamente assassinado uma passageira de 21 anos, em Zhengzhou, no centro da China.

Na madrugada de 06 de maio, uma hospedeira de bordo chinesa de 21 anos, identificada como Li, foi assassinada, durante uma viagem num carro privado, solicitado através da aplicação Didi.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE