Actualidade

Vítor Constâncio alerta que união monetária ainda não está completa

17 | 05 | 2018   14.02H

O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Vitor Constâncio, defendeu hoje que a união monetária, um projeto "com uma ambição sem precedentes em termos históricos, ainda não está completa e ainda enfrenta "o risco de ameaças existenciais".

Num seminário sobre o futuro dos bancos centrais organizado pelo Banco Central Europeu (BCE) para o homenagear, a menos de duas semanas de deixar funções, em 31 de maio, para ser substituído pelo espanhol Luis de Guindos - que também participou no evento -, o ainda vice-presidente do BCE defendeu que é necessário um "salto quantitativo" na criação de uma união "genuína" do mercado de capitais.

Constâncio alertou que um eventual colapso da união monetária "danificaria sem qualquer dúvida gravemente todos os países" e pediu para que se aceite que o BCE "não tem desculpa para não intervir" no mercado da dívida soberana para combater as crises de liquidez na zona euro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • ESSE SENHOR VAL ZERO MAS GANHAM O EUROMILHÕES
    O povo | 17.05.2018 | 16.50Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE