Actualidade

Só 1% do maior recife de coral do Japão escapou à morte por aumento de temperatura

18 | 05 | 2018   14.02H

Apenas um por cento do maior recife de coral do Japão está intacto e escapou à morte provocada pelo aumento da temperatura do mar, revelou hoje o governo japonês.

Num relatório lançado hoje, conta-se por 1,4 % o total da superfície de 67,8 quilómetros quadrados perto da ilha de Okinawa que está saudável, apesar de episódios de branqueamento.

O branqueamento dos corais é provocado pelo aquecimento da água do mar, que provoca a expulsão pelos pólipos de coral (os organismos que constroem as estruturas calcárias características dos recifes tropicais) de algas simbióticas, denominadas 'Zooxanthellae', que lhes dão cor e proporcionam alimento. Temperaturas demasiado elevadas da água durante períodos prolongados acabam por provocar a morte dos pólipos de coral e a destruição dos recifes.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE