Actualidade

Câmara destaca valores humanistas e universalistas de Coimbra Património da Humanidade

21 | 06 | 2018   11.32H

A classificação de Coimbra como Património Mundial da Humanidade é o reconhecimento, "à escala do planeta, dos valores humanistas e universalistas" que são "a marca identitária" da cidade, disse à agência Lusa o presidente da Câmara, Manuel Machado.

A distinção, há cinco anos, da Universidade de Coimbra, da Alta e da Rua da Sofia, que despertou "um sentimento de júbilo responsável", diz respeito ao património edificado, mas também à "dimensão imaterial" da cidade "reconhecidamente construtora e difusora, durante séculos, da língua e cultura portuguesas", sublinha o autarca socialista.

Mas a classificação da Universidade, Alta e Sofia como Património Mundial da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) também afirma Coimbra, com "uma intensidade e uma visibilidade nunca antes" registada a nível internacional, como "uma cidade central para a ciência e para a cultura europeias", sustenta.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE