Actualidade

"Em Surdina" põe a dança de jovens surdos no palco do Teatro Campo Alegre

11 | 07 | 2018   19.57H

O espetáculo "Em Surdina" sobe ao palco do Teatro Campo Alegre, no Porto, na sexta-feira, com oito jovens, cinco dos quais são surdos, para uma coreografia onde "movimento e som" comandam, frisou o coreógrafo Marco da Silva Ferreira.

"A coreografia é mais assente numa ideia de som do que de música, porque a música tem uma conotação cultural. Neste trabalho foi muito mais interessante pensar na ideia de movimento e som, porque são muito mais abstratos", explicou o coreógrafo do espetáculo, Marco da Silva Ferreira, durante o ensaio de imprensa de "Em Surdina", no Teatro Campo Alegre, no Porto.

O espetáculo vai estrear-se na sexta-feira, dia 13 de julho, e, até sábado, conta com a participação de oito jovens, entre os quais cinco surdos, com idades entre os 12 e 17 anos, do Agrupamento de Escolas Eugénio de Andrade, em Vila Nova de Gaia.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE