Actualidade

Copiloto da Air China suspeito de fumar no avião causou queda de mais de 7.500 metros

13 | 07 | 2018   10.17H

A queda a pique do avião num voo da Air China, durante dez minutos, esta semana, deveu-se a um erro do copiloto, que estava a fumar um cigarro eletrónico, divulgaram hoje as autoridades.

Investigações preliminares revelam que o copiloto tentou, sem avisar o piloto, desligar o ventilador de circulação do ar, para evitar que o fumo chegasse à cabine.

"No entanto, terá por engano desligado o aparelho de ar condicionado que estava ao lado, resultando em oxigénio insuficiente na cabine e um alerta de altitude", afirmou um responsável da Administração Civil da China, citado pela agência noticiosa oficial Xinhua.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE