Actualidade

Pacto de Justiça foi "paixão passageira" - presidente da Associação dos Juízes

14 | 07 | 2018   05.03H

O presidente da Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) considera que o Pacto de Justiça, assinado no início de janeiro, foi "provavelmente uma paixão passageira" e que, até agora, não teve quaisquer efeitos práticos.

No início das férias judiciais, Manuel Soares, em entrevista à agência Lusa, lembrou que o documento foi elaborado pelos representantes das profissões forenses, a pedido do Presidente da República, "mas depois não aconteceu mais nada".

Alterações na organização judiciária, no acesso ao direito, na justiça económica e no combate aos crimes económico-financeiros são os quatro grandes temas que constam do compromisso.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE