Migrações

Crise dos migrantes é uma "crise de desemprego" - Presidente da AG do Afreximbank

14 | 07 | 2018   11.24H

O presidente da Assembleia-Geral do Banco Africano de Exportações e Importações (Afreximbank), Uzziel Ndagijimana, considerou hoje que a crise dos migrantes é "uma crise de desemprego" e defendeu uma aposta no emprego dos jovens.

"A crise dos migrantes é uma das mais sérias fragilidades do nosso tempo, que mostra homens e mulheres a morrer nos mares que separam a África da Europa; esta crise é uma crise de desemprego e da falta de oportunidades de emprego para os nossos jovens", disse o ministro das Finanças do Ruanda na abertura do último dia dos Encontros Anuais do Afreximbank, que decorrem em Abuja.

"O plano estratégico do Afreximbank tem iniciativas que lidam diretamente com este problema, tentando ajudar a fomentar o emprego através do estabelecimento de um centro de processamento de exportações, o financiamento do desenvolvimento de megaprojetos e três fundos de investimento para dar apoio financeiro aos exportadores", acrescentou o presidente da assembleia-geral do Afreximbank.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • Crise de emprego? Os brancos já não mandam em Africana. Foram escorraçados pelas forças do progresso. Os dirigentes africanos são ladrões na sua essência? Os povos africanos que tratem de fazer a verdadeira revolução. Quanto à miragem Europa, está como aquelas velhas nas fotografias tribais, desdenta, com as tetas secas e caídas.
    Dono dos Burros | 14.07.2018 | 17.08Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A CRISE DOS IMIGRANTES A CULPA SÃO DOS GOVERNANTES QUE SÓ OLHAM PARA O SEU BEM ESTAR PORQUE HÁ PAÍSES RIQUÍSSIMO E O POVO ESTÁ NA MISÉRIA E NÃO FALAM NISSO É O MUNDO EM QUE VIVEMOS
    O povo | 14.07.2018 | 11.37Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE