Actualidade

Aldeia chinesa estabelece limite para dotes de casamento

08 | 08 | 2018   04.10H

Uma aldeia no norte da China estabeleceu um limite para o dote de casamento, pré-requisito essencial para selar o matrimónio na China rural, ameaçando julgar os infratores por tráfico humano, informou a imprensa local.

Segundo o portal noticioso sixth tone, um aviso afixado pelas autoridades nas casas da aldeia de Da'an, província de Hebei, refere que dotes acima dos 20.000 yuan (cerca de 2.500 euros) serão considerados tráfico humano.

A falta de mulheres na aldeia levou a uma escalada do 'preço' a pagar para garantir uma esposa, descreve o portal.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE