Actualidade

Venezuela acusa União Europeia de "retórica irracional e colonialista"

11 | 08 | 2018   05.26H

(CORREÇÃO NO 1.º PARÁGRAFO) Caracas, 11 ago (Lusa) - o Governo venezuelano acusou, na sexta-feira, a União Europeia de manter uma "retórica irracional e colonialista", em resposta à investigação pedida pela UE ao alegado ataque contra o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. (SUBSTITUI ONU POR UE)

Num comunicado divulgado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, o Governo venezuelano acusa a União Europeia de ingerência nos assuntos internos e de manter uma "retórica irracional e colonialista".

"O Governo da Venezuelana condena categoricamente as declarações do Serviço Europeu de Ação Exterior da UE que se convertem, novamente, num grosseiro ato de ingerência em assuntos que são da exclusiva competência das instituições venezuelanas", refere o comunicado.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • A Venezuela tem que pedir um indemenenização choruda pela ocupação colonialista da Espanha. O mesmo tem que acontecer com as ex colonias de Portugal Digo mais a Portugal pela escravatura dos negoros, seriam milhões de milhões de euros, mais a exploração dos recuros mineiros e florestais.
    Alvaro | 11.08.2018 | 14.20Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE