Actualidade

Navigator contesta taxa sobre vendas de papel nos EUA que tem impacto de milhões de euros

11 | 08 | 2018   08.14H

A Navigator, que se dedica à área do papel, vai contestar judicialmente a taxa aplicada pelos Estados Unidos sobre as suas vendas naquele país, que tem um impacto de milhões de euros nas contas da empresa portuguesa.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Navigator refere que, "depois de ter sido informada pelas autoridades norte-americanas, em abril deste ano, que a taxa 'antidumping' provisória a aplicar retroativamente nas vendas de papel para os Estados Unidos, para o período compreendido entre agosto de 2015 e fevereiro de 2017, seria de 0%, foi notificada pelo United States Department of Commerce (Departamento de Comércio dos Estados Unidos da América) que a taxa final sobre vendas realizadas durante esse período seria de 37,34%".

Contudo, "a Navigator continua a defender que não existem fundamentos para a aplicação de medidas desta natureza às vendas dos seus produtos nos Estados Unidos e vai recorrer dessa decisão", vinca a companhia portuguesa, que está presente naquele país há 18 anos.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE